História do Senhor dos Milagres
Portuquês    Brasil   Espanõl    Peru
 
Andrés de León


     Por volta de 1671, 16 anos depois de um terrível terremoto, um homem de poucos recursos conhecido como Andrés de León
conhecia um solitário e descuidado mural ao ar livre onde anos antes um africano havia gravado a imagem do Cristo crucificado.

     Ele sofria de constantes dores de cabeça, devido a um tumor que os médicos não conseguiram curar. León resolver orar junto à imagem, implorando a Cristo para curá-lo. A graça foi logo concedida, acabando com o seu tormento.

     Por gratidão, ele começou a cuidar do mural com recursos próprios, abrigando-o das intempéries. Também construiu um pequeno altar para as velas, que ele e outras pessoas acendiam aos pés do Cristo de Pachacamilla, pois esse era o nome do bairro.

     A maioria dos devotos que começaram a frequentar o lugar era de ex-escravos, que tinham o custume de fazer reuniões à noite com velas, flrores e incenso. Entoavam fervorosas pregarias e cânticos ao som de harpas, tambores e violões.

     Todo esse movimento impressionou mal as autoridades eclesiásticas da época, que resolveram, em vão, mandar destruir o mural.


 
 
Señor de los Milagras © 2001 - 2010
Todos os direitos reservados
Site desenvolvido por  Sidney Guimarães Cury
<body> . </body>