Untitled document
Historia do Senhor dos Milagres
Portuquês    Brasil   Espanõl    Peru
 
Primeira Quadrilha de Belo Horizonte

     Em 27 de outubro de 2001, o padre peruano Dionisio Alberca, após instruir inspiradamente os carregadores, abençoou os seus hábitos, detentes e cordões, fundando, assim, a Primeira Quadrilha de Carregadores da Imagem do Senhor dos Milagres de Belo Horizonte. Por essa razão, essa é considerada, oficialmente, a data da fundação da Irmandade do Senhor dos Milagres de Belo Horizonte - HSMBH.
    
Os hábitos roxos, alguns trazidos do Peru e outros feitos caprichosamente pela Iris, criaram uma atmosfera mística. Alguns devotos, mesmo sem o hábito, pediram para carregar o andor, revesando-se com os irmãos carregadores.
    
A primeira procissão contou com a presença de um público modesto, mas muito fervoroso. Com duração de mais de uma hora,  a procissão foi escoltada por um carro de som, conduzido pelo carregador Teodoro Toscano, reproduzindo marchas tradicioniais, e “com passo firme de bom cristão”, os devotos, carregando suas velas, flores e incenso, colocaram suas almas nas orações de cada uma das paradas.
     Desde então, a cada ano que passa um número maior de devotos prestigia, com a sua presença, a procissão do Senhor dos Milagres. A festa se encerra com um encontro de confraternização, com apresentação de danças típicas peruanas, enquanto são servidos salgadinhos e pratos típicos.
     Assim como no Peru, a participação das mulheres sempre foi imprescindível para o sucesso das celebrações, como a das irmãs Carmen, Eileen e Maria, da Congregação Servas do Sagrado Coração de Jesus, das Sahumadoras Aracy Chagas, Ela Mercedes Medrano, Estela Carrasco e Milly Otárola, não nos esquecendo das tantas outras que continuam contribuindo com a Irmandade, como Ana Maria, Carmen Lay, Delia Quispe, Jacqueline Allanic, Lourdes Sarmiento, Martha Ortiz, Rocio Balut, entre outras.
      A participação ativa de jovens como Jameny e Brian Sarmiento,  Melisa e Jorge López,  Cecília Toscano, Alfonso Cury, entre outros, seguindo o exemplo dos pais, nos faz acreditar na continuidade da Irmandade em nossa cidade.
     Os irmãos carregadores da Imagem do senhor dos Milagres em Belo Horizonte, fundadores da Primeira Quadrilha de Carregadores, foram, em ordem alfabética, Adalid Medina, Alberto Sarmiento,  Carlos Francisco Gonzales, Carlos Zambrana, Cesar López, Delfin Eduardo Michue, Eduardo Chíncaro, Eladio Flores, José Fernando Castro, José Peixoto de Magalhães, Julio Liñan, Luis Alberto Rivera, Marcelo Cury e Teodoro Toscano.
     Desde então a Quadrilha de Carregadores cresceu, contando também com
Adalid Fernando Medina, Ailton Ferreira, Alberto Tomás Gusmán, Alfonso Cury, Andrés de la Flor, Augusto Caballero, Benjamin García, Carlos Teixeira, César Medina, Cristobal Luciano Rodriguez, David Guzmán,  Éber Macedo, Eduardo Bruno de Moura, Elio silveira, Ernesto Chávez, Gregório Saravia, Hernán Odán, Hugo Egúsquiza, José Antonio Chávez, Julio Mihovilovich, Maurício Balut, Nilson Gomes, Pablo Bandera, Rene Gumán, Walter Mendoza, Victor Hugo Saldaña, entre outros.
     Nos 10 anos de sua existência, houve apenas três capatazes:
Marcelo Cury, Eladio Flores e Luiz Alberto Rivera. Já a Irmandade do Senhor dos Milagres, contou, até o presente momento, com apenas dois presidentes: Eladio Flores e Gregorio Saravia.

 

Em 27 de outubro de 2001, por ocasião da bênção da Imagem do Senhor dos Milagres e dos hábitos dos carregadores pelo padre Dionisio Alberca, fundou-se a Primeira Quadrilha de Carregadores da Imagem do Senhor dos Milagres en Belo Horizonte. Por essa razão, essa é a data da fundação da Irmandade do Senhor dos Milagres de Belo Horizonte - HSMBH.
     A procissão contou com a presença de mais de cem pessoas e começou às 19 horas, logo após o padre ter abençoado a imagem, sobre o andor criado pelos Mayordomos Marcelo Cury e Delia Quispe Heredia, com a colaboração de vários devotos.
     Saindo à rua pela primeira vez, a procissão teve duração de mais de uma hora, sob o comando dos capatazes Eladio Flores Sánchez e Luiz Alberto Rivera Hebre. O alto-falante do carro dirigido pelo devoto Teodoro Toscano reproduziu a Banda Republicana de Lima e os devotos, carregando o andor, as flores e as velas, “com passo firme de bom cristão”, oravam com devoção em cada uma das paradas.
     Todos marcharam lentamente com os seus hábitos roxos, alguns trazidos do Peru, outros feitos caprichosamente pela Sra. Iris, em caráter de urgência. Outros fiéis, mesmo sem o hábito, carregaram o andor revesando-se com os irmãos, até chegar à capela do Instituto Santo Inácio.
     A cada ano que passa um número maior de fiéis comparecem à procissão e à missa em honra ao Senhor dos Milagres, assim como as reuniões de confraternização têm cada vez mais colaboradores voluntários, que trazem desde tortas e comidas peruanas, até turrón de doña Pepa e outros doces.
     Os irmãos carregadores da Imagem do senhor dos Milagres em Belo Horizonte, fundadores da Primeira Quadrilha de Carregadores, são
Adalid Medina, Alberto Sarmiento, Carlos Francisco Gonzales, Carlos Zambrana, Cesar Augusto López, Delfin Eduardo Michue, Eduardo Chincaro, Eládio Flores Sánchez, José Fernando Castro, José Peixoto de Magalhães, Julio Liñan Colchado, Luis Alberto Rivera, Marcelo Cury, Teodoro Toscano.
     Desde então a Quadrilha de Carregadores vem aumentando, dela também participando
Adalid Fernando Medina, Ailton Ferreira, Alberto Tomas Gomes, Alfonso Cury, Andrés de la Flor, Augusto Caballero, Benjamin García, Carlos Teixeira, César Medina, David Guzmán, Eduardo Bruno de Moura, Elio silveira, Ernesto Chávez, Gregório Saravia, Hernán Odán, Hugo Egúsquiza, José Chávez, Julio Mihovilovich, Luciano Rodriguez, Maurício Balut, Nilson Gomes, Pablo Bandera, Rene Gumán Siacara, Walter Mendoza, entre outros.
 
 
Señor de los Milagras © 2001 - 2010
Todos os direitos reservados
Site desenvolvido por  Sidney Guimarães Cury
<body> . </body>